segunda-feira, janeiro 21, 2019

Fly, pigeons, fly...

Imagem: Matt McNulty/JMP/Rex/Shutterstock

Luizinho Lopes, treinador do América, não esperava um resultado tão ruim...

Imagem: Andrei Torres/ABC FC

Os 3 a 0 abateram o treinador Luizinho Lopes...

Ao fim da partida, arrasado, mostrou seu total desconforto ao responder os questionamentos dos repórteres com uma brevidade incomum nos treinadores.

Luizinho sabe que a partir daqui qualquer outro resultado ruim, significa fim de linha...

O problema é que com esse time, para ele, o fim da linha não está tão distante assim.

Os meninos jogam sob o olhar do Anjo do Norte... Low Eighton, Gateshead, Inglaterra.

Imagem: Lee Smith/Action Images via Reuters 

O Campeonato Brasileiro: número de faltas e cartões amarelos...

Imagem: Ben Stansall/AFP/Getty Images

O blogue do Juca Kfouri mostrou um levantamento feito pelo jornal “Correio Braziliense” que compara o número de faltas e cartões amarelos aplicados no Campeonato Brasileiro de 2018 com as principais ligas da Europa...

Cotovelada, empurrão, trancos, que resultaram em 11.733 faltas na temporada de 2018.

Campeonato Brasileiro
Média de faltas por jogo: 30,87
Média de cartões amarelos aplicados por partida: 5,14

La Liga (Espanha)
Média de faltas por jogo: 14,70
Média de cartões amarelos aplicados por partida: 2,58

Ligue 1 (França)
Média de faltas por jogo: 13,23
Média de cartões amarelos aplicados por partida: 1,98

Série A (Itália)
Média de faltas por jogo: 13,09
Média de cartões amarelos aplicados por partida: 2,52

Bundesliga (Alemanha)
Média de faltas por jogo: 10,65
Média de cartões amarelos aplicados por partida: 1,87

Premier League (Inglaterra)
Média de faltas por jogo: 10,55
Média de cartões amarelos aplicados por partida: 1,71

Rally Dakar... Jakub Przygonsski e Tom Colsoul atravessam "um mar de areia".

Imagem: Franck Fife/AFP/Getty Images 

ABC derrota o América por 3 a 0 e fica dois pontos do Potiguar de Mossoró, líder do primeiro turno...

Imagem: Andrei Torres/ABC FC

ABC vence o América no Clássico-Rei

O ABC aproveitou melhor as chances que teve no jogo, abriu vantagem e controlou a posse de bola para sair com a vitória por 3 a 0, no Frasqueirão.

Por Matteus Fernandes

Jogando em casa, o ABC começou a partida tentando chegar mais vezes ao campo de ataque, à procura de um gol.

Os 6.718 torcedores que foram ao Maria Lamas Farache, maior público do ano no futebol potiguar, viram um jogo sem muito brilho técnico...

Foi a eficiência que levou o alvinegro a vitória.

Infelizmente, mais uma vez, alguns torcedores foram o ponto negativo do evento.

Antes de o jogo começar, houve confusão no lado de fora do estádio.

De acordo com a Polícia Militar, enquanto era feita a escolta dos torcedores alvinegros para o portão de entrada, foram atirados objetos pelos rivais, iniciando o conflito.

A polícia agiu para separar os envolvidos usando bombas de efeito moral.

Começado o jogo, com os ânimos acalmados, o ABC foi a primeira equipe a chegar com perigo.

Aos 10 minutos, Jonathan cobrou falta na área e Vinícius subiu mais alto que todo mundo e cabeceou perto do gol.

Se a primeira investida abecedista não deu certo, um minuto depois, o lateral direito Ivan cruzou a bola para Éder aparecer livre, ter tempo de dominar a pelota e fuzilar as redes.

A reação do América foi imediata.

Aos 13 minutos, Adriano Pardal recebeu um ótimo passe de Hiltinho e marcava o que seria o tento de empate.

No entanto, o auxiliar levantou a bandeira e assinalou impedimento no lance.

A partir daí a partida ficou truncada.

O América ainda teve uma chance numa cobrança de falta na entrada da área, aos 33 minutos, com Diego, mas o lateral bateu por cima da meta defendida por Edson.

Assim acabou o primeiro tempo, de um jogo sem muita criatividade por parte das duas equipes.

Na volta para a segunda etapa, os primeiros minutos foram mornos...

Porém num lance de extrema felicidade, aos 13 minutos, o meia Gabriel Xavier arriscou um tiro de muito longe e o goleiro Gledson não foi capaz de defender a bola que foi para no fundo das redes rubras.

Com o gol, o espírito do jogo mudou e o duelo tomou tons de emoção.

A torcida alvinegra incendiou o time, que cinco minutos depois marcou mais um.

O terceiro gol do ABC veio em uma enfiada de bola para Rodrigo Rodrigues, que só driblou o goleiro e mandou para o fundo das redes.

O América não se deu por vencido e momentos depois foi ao ataque.

Com velocidade, Kayke, que acabara de entrar, partiu para cima da marcação, caiu na área e o juiz apontou para a marca da cal, pênalti.

Poderia ser o início da reação do alvirrubro.

Max foi para a cobrança e mandou a bola na trave.

O atacante até tentou no rebote, no entanto, ninguém havia tocado na bola e o árbitro apitou dois toques.

Os jogadores do ABC seguraram o resto do jogo, receberam gritos de olé da torcida e saíram vitoriosos no primeiro clássico do ano.

Com o resultado, o alvinegro sobe para segundo no Campeonato Potiguar, com 6 pontos, enquanto o América fica com 4 pontos, na quarta colocação.

Agora, os dois clubes entram em campo no meio de semana para jogar a terceira rodada do campeonato estadual.

O ABC vai a Açu enfrentar o time da casa na quarta-feira, às 19h, e o América recebe o Palmeira, na Arena das Dunas, às 20h.

Martin Dubravka... Newcastle United FC.

Imagem: Matthew Impey/Rex/Shutterstock 

Nove Campeonatos Estaduais vão usar o VAR... Ceará e Paraíba, entre eles.

Imagem: Fotos Públicas

VAR será usado em nove Estaduais em um total de 44 jogos.

A CBF promoveu um seminário no final do ano passado das federações estaduais com a IFAB (International Board) e a Fifa para instrui-las sobre todos os protocolos do VAR.

Ao final, nove decidiram por usar o mecanismo: São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Goiás, Ceará, Paraíba e Bahia.

No Paulista, haverá o maior número de jogos com um total de 14 partidas, seguido pelo Carioca, com 10. o Mineiro e o Gaúcho terão seis e quatro partidas, respectivamente.

As outras federações usarão nas finais.

Esses dados são da CBF.

Fonte: Rodrigo Mattos, do UOL Esporte

O sangue no joelho esquerdo de Agüero...

Imagem: Peter Powell/EPA 

Tostão e os repórteres esportivos...

Imagem: SporTV/Globo

“Alguns repórteres, sem perceber, tornam-se repetidores de notícias dadas pelos clubes e pelos treinadores, quase porta-vozes”

Trecho da coluna de Tostão, na Folha de São Paulo

Pinçado do blogue do Paulinho

domingo, janeiro 20, 2019

Torcedores: esses seres inexplicáveis...

Imagem: Tom Jenkins for the Guardian

América, dizem, deve escalar o goleiro Gledson logo mais contra o ABC... o fará por conta e risco.


Logo no início da administração de Joseph Blatter, começou a discussão sobre julgamentos de atletas que eram expulsos e jogavam a rodada seguinte por conseguirem absolvição. 

No Brasil, isso culminou com um jogo entre Palmeiras x Vasco, quando um julgamento foi adiantado pelo Eurico Miranda para que um atleta expulso (salvo engano Edmundo) pudesse jogar.

Há mais de uma década, a FIFA determinou que OBRIGATORIAMENTE um atleta que receba o Cartão Vermelho cumpra um jogo de suspensão, justamente para evitar tal ocorrência. 

Isso acontece até mesmo se for numa final de Copa do Mundo (o atleta em questão está automaticamente suspenso para o primeiro jogo de Eliminatórias da Copa seguinte).

Em suma: recebeu Cartão Vermelho, absolvido ou não, é obrigado cumprir a automática. 

O EFEITO SUSPENSIVO SÓ EXISTE APÓS A JUSTIÇA DESPORTIVA JULGAR. 

Mais ainda: conseguir o efeito suspensivo não livra do cumprimento da suspensão de um jogo, e só pode ser concedido pelo Tribunal, nunca por uma junta emergencial ou por presidente de entidade.

Fonte: Pergunte ao Árbitro

Rally Dakar... Em algum lugar em meio ao nada.

Imagem: Dean Mouhtaropoulos/Getty Images 

Morreu Hélio Câmara, o homem que transformava uma partida de futebol numa avalanche de emoções...

Imagem: Autor Desconhecido

Morreu Hélio Câmara...

O narrador que conseguia transformar qualquer partida num embate inesquecível, e que regia as emoções nas partidas realmente inesquecíveis com o virtuosismo dos grandes maestros.

Porém, em momentos assim, o melhor é deixar que o silêncio substitua as palavras...

Um silencio, respeitoso, pesaroso.

Rally Dakar... Velocidade e areia por toda parte.

Imagem: Ricardo Mazalan/AP

A equipe feminina do FC Nantes Atlantique venceu todas as equipes femininas e masculinas contra quem jogou...



A equipe feminina Sub-15 do clube francês FC Nantes demonstrou toda sua superioridade diante de suas rivais...

Venceu todas elas.

Segundo a TyC Sports a equipe anotou 95 gols nas suas três primeiras partidas, e por esse motivo, as meninas solicitaram a direção do clube que as inscrevam na liga masculina...

Entretanto a liga local só lhes permitiu enfrentar equipes masculinas em amistosos, negando assim sua inclusão nos torneios distritais para homens.

A justificativa do presidente da liga do distrito de Loire-Atlantique, Philippe Grosvalet, foi a seguinte: "por natureza os rapazes não gostam de perder, principalmente de garotas. Além disso praticam um futebol diferente."

Apesar das dificuldades as moças demonstraram que levam o esporte a sério...

Na primeira partida amistosa contra os meninos, venceram por 3 a 0.

Mais que “humilhar” os rapazes, as moças do FC Nantes provam que o futebol feminino da França tem um futuro promissor...

Seu evidente crescimento o coloca as garotas francesas na condição de favoritas ao título de campeãs da Copa do Mundo de Futebol Feminino de 2019.

York City 2x0 Southampton - FA Cup 1971...

Imagem: Desconhecido

Ameaça da TV aos Estaduais só reflete desinteresse do público...

Imagem: Autor Desconhecido

Ameaça da TV aos Estaduais só reflete desinteresse do público

Por Rodrigo Mattos, do UOL Esporte

Os Estaduais começam em 2019 com seu tamanho e modelo sob questionamento pela intenção velada da Globo de rever o calendário do futebol brasileiro no futuro.

A atitude da emissora nada mais é do que o reflexo empresarial de um desinteresse do público por boa parte das competições regionais.

Tradução: os campeonatos atuais perderam boa parte do seu significado esportivo e, por consequência, o econômico.

Alguém vai bater no peito e argumentar que ''haverá finais com casa cheia e olha como os Estaduais estão vivos''.

Sim, porque a rivalidade entre os times nacionais vai bem obrigado e proporciona esses confrontos.

Mas são quantos jogos assim em três meses de Estaduais?

Não é à toa que o público abandona o pay-per-view durante o período.

Para fazer sentido esportivo e econômico, campeonatos de futebol têm que ser atrativos na maior parte de seus jogos.

Como ocorre com o Brasileiro, com a Libertadores, com a Copa do Brasil.

Haverá um ou outro jogo morto ali, mas, na maioria deles, há bastante coisa em disputa.

Faz sentido botar o Palmeiras com seus R$ 600 milhões de receita para enfrentar um sem número de times pequenos?

Qual é a evolução técnica que isso proporciona para o time de Felipão?

Qual é a vantagem econômica visto que tira datas de campeonatos que só crescem em valor como Brasileiro e Libertadores?

Precisamos encarar a realidade de que os Estaduais roubam de nossos clubes grandes tempo (datas) e dinheiro.

Esses dois elementos são imprescindíveis para que os nossos grandes clubes se fortaleçam e consigam minimamente disputar com europeus, seja dentro de campo, seja nas cabeças das crianças que vão formar o público do futebol.

Enquanto nossos melhores jogadores enfrentam adversários muito inferiores em campos esburacados, Messi desfila na Liga dos Campeões e no Espanhol na TV.

Enquanto nossos jogadores têm menos de 20 dias de pré-temporada para estrear no Estadual, Guardiola arma seu City para exibir um dos times com futebol coletivo mais convincente do mundo.

''Ah, mas vamos matar os times pequenos que formam a base da formação de jogadores.''

Como estruturas profissionais, esses clubes já estão morrendo.

Eram 700 e tantos no Brasil, já caíram para 600.

Outros devem sumir.

Nenhuma migalha de cota de Estadual em três meses vai salva-los.

O que pode, sim, salva-los é criar uma estrutura paralela ao funcionamento dos grandes clubes para que continuem a existir.

Pode ser com campeonatos regionais semiamadores na maior parte do ano com direito a classificar a fases reduzidas finais de Estaduais – sim, eles poderiam sobreviver com seis, oito datas, um mês no máximo, como um início de temporada.

E pode ser com um projeto de financiamento feito pela própria CBF onde sobra dinheiro no caixa e os incentivos para o futebol nacional são bem reduzidos proporcionalmente ao que arrecada com ele.

Mesmo o Brasileiro, transformado em liga, poderia gerar dinheiro para bancar campeonatos amadores pelo país.

Ou pode ser com a destinação de dinheiro direto para formação de atletas pelo país em centros bancados pela CBF.

O que não dá mais é para os Estaduais funcionarem como âncora para a elite do futebol nacional.

É preciso que se ponha em primeiro lugar o Brasileiro de dez meses, a Libertadores, a Sul-Americana e a Copa do Brasil.

Ou então vamos nos conformar com o baixo nível técnico e sermos párias de um futebol mundial pujante que se apresenta pelo mundo.

Seria como insistir na máquina de escrever por um apego emocional quando seu concorrente trabalha com poderosos processadores.

sábado, janeiro 19, 2019

Rally Dakar... Sol, suor e areia.

Imagem: Ricardo Mazalan/AP

Jasmin Paris é a primeira mulher a vencer ultramaratona Spine Race - 439 quilômetros...

Imagem: Ian Corless

A britânica Jasmin Paris, veterinária de profissão, tornou-se a primeira mulher a vencer a ultramaratona Spine Race, no Reino Unido, cujo percurso é de 439 quilômetros...

A atleta concluiu a prova na última quinta-feira com o tempo de 83 horas, 12 minutos e 23 segundos, chegando à frente do espanhol Eugeni Roselló, vencedor em 2013...

Jasmin Paris quebrou o recorde da competição anterior reduzindo o tempo da prova em 12 horas.

Iniciada em 2012, a Spine Race liga Edale a Kirk Yetholm, perto da fronteira da Inglaterra com a Escócia, e é considerada uma das mais duras corridas do mundo, com temperaturas negativas em várias fases e ausência de períodos oficiais de descanso...

Com 35 anos, a ultramaratonista, que foi mãe há 14 meses, parou ao longo da prova cerca de sete horas para descansar.

Esse tempo serviu para ela alimentar-se, dormir e estar com o marido, que a encontrou em todos os pontos de paragem para poder amamentar à filha.

Em entrevista explicou à BBC, as principais dificuldades da corrida...

Correr grandes períodos sem luz, além da "escolha tática de quando parar para dormir", o que a levou também a ter "alucinações" ao longo do percurso, além do frio e do desgaste físico.

Jasmin Paris não é nenhuma novata...

Ostenta vários recordes conquistados, incluindo três corridas de montanha de 24 horas no Reino Unido, tendo vencido a Extreme Skyrunning World Series em 2016 e a British Fell Running em 2018.


Atingido...

Imagem: Michael Mayhew/Sportsphoto

sexta-feira, janeiro 18, 2019

Antonio Conte: seu capricho, seu SMS e o imenso prejuízo causado ao Chelsea...

Imagem: Autor Desconhecido

Como uma mensagem via SMS causou e ainda causa, enormes prejuízos ao Chelsea...

No mês de junho de 2017, Antonio Conte, então treinador da equipe inglesa, enviou uma mensagem a Diego Costa, à época centro-avante da equipe com as seguintes palavras: “Você não está nos meus planos.”

Curta, deselegante e definitiva, a mensagem acabou dando inicio a uma longa e dispendiosas busca por um sucessor à altura de Diego Costa...

Procura que não parece ter fim.

Primeiro veio Álvaro Morata, indicado por Antonio Conte, e contratado junto ao Real Madrid por 66 milhões de euros...

Os resultados, porém, deixaram a desejar – Morata marcou apenas 15 gols em sua primeira temporada no clube.

Em seguida chegou Olivier Giroud, contratado ao Arsenal, por 17 milhões de euros, e que também não surtiu o efeito esperado...

Agora, o alvo é Gonzalo Higuaín.

A contratação do atacante emprestado ao Milan pela Juventus também não vai custar pouco...

Comenta-se que Roman Abramovich, só pelo empréstimo deverá pagar algo em torno dos dez milhões de euros.

Portanto, segundo as contas do jornal AS, da Espanha, encontrar um novo 9 para suprir a ausência de Diego Costa em Stamford Bridge chega bem próxima dos 100 milhões de euros...

Tudo isso por causa do SMS de Antonio Conte.

Leicester City FC 1x0 Fulham FC... 1983.

Imagem: Keith Waldegrave/ANL/Rex/Shutterstock

Caixa exige retirada de sua marca das camisas e de todo o material de comunicação dos clubes...


Caixa exige fim de exposição nos clubes e dá indício de saída

Ainda não há, no entanto, posicionamento oficial do governo sobre o assunto

Por Redação do Máquina do Esporte

Embora o governo não tenha feito qualquer pronunciamento a respeito, a Caixa exigiu dos times que foram patrocinados até o ano passado por ela que retirassem a marca da empresa de todo o material de comunicação.

O ato é um indício de que a empresa dificilmente continuará apoiando o esporte.

A medida tem como objetivo impedir uma prática comum no mercado, que é a de manter a logomarca do patrocinador enquanto negocia a renovação do contrato e, depois de acertar o prolongamento do vínculo, receber retroativamente pelo tempo em que a marca ficou exposta na camisa do clube.

Nos seis anos em que a estatal apoiou o futebol, os clubes mantiveram essa prática nesta época do ano.

Essa medida também é feita com algumas empresas privadas.

Segundo apurou a Máquina do Esporte, os clubes foram informados poucos dias após a posse do novo presidente da Caixa para retirarem a logomarca da empresa das camisas de jogos, backdrops e sites.

Internamente, a empresa decidiu rever todos os contratos e, por conta disso, exigiu que não tivesse exposição com quem não tem mais vínculo com ela.

Botafogo e Sport são os únicos que possuem contrato até o final de fevereiro.

Já no ano passado, quando renovou os patrocínios para 2018, a Caixa havia padronizado os contratos para irem até dezembro.

Com a saída da estatal, o futebol "perde" R$ 160 milhões em patrocínio.

O banco era o maior patrocinador do futebol brasileiro desde 2013, quando começou a patrocinar vários clubes após uma temporada de acordos fixos com Athletico Paranaense, Avaí e Figueirense, e de uma ação pontual com o Corinthians no Mundial de 2012.

Até agora, nenhum clube anunciou um patrocinador para substituir a estatal.

quinta-feira, janeiro 17, 2019

As irmãs Marjorie Dolman e Dorothy Dolman do Gaiety Football Team de Londres, em 1919...

Imagem: National Portrait Gallery/London 

Copa do Nordeste: ABC vence o Sergipe de virada no Arena das Dunas...

 Imagem: Andrei Torres

Imagem: Andrei Torres

Com gol no final, ABC vira contra o Sergipe e estreia com vitória na Copa do Nordeste

Por: PH Dias, para o Universidade do Esporte

Sem ninguém na Arena das Dunas, por conta da punição sofrida pelo ABC no segundo jogo da semifinal da Copa do Nordeste do ano passado.

O alvinegro estreou, enfrentando o Sergipe.

A equipe potiguar até que tentava pelo lado esquerdo, usando muito o lateral Jonathan.

Mas faltava criatividade no meio de campo, ligação e transição rápida.

Ao Sergipe só restava os contra-ataques.

Em um lançamento para a área do ABC, Maurício, zagueiro que estava no lance, não viu o atacante Ariel aparecer rápido na sua frente, dividir com Edson e botar a bola para o fundo do barbante.

O alvinegro encontrava dificuldades para criar - a falta do Guedes foi muito sentida -, porém em uma das poucas boas trocas de passes, que começou com o atacante Éder limpando o jogador adversário.

Na sequência, Neto tocou rápido para Rodrigo Rodrigues que não dominou, o zagueiro do Sergipe tentou tirar a pelota dali, contudo esbarrou-se no centroavante alvinegro que sem querer deu o passe para Jonathan dominar e marcar.

Empate com gol do melhor da partida.

No segundo tempo, a equipe abcedista veio com mais vontade, imposição, marcação alta e posse de bola.

O alvirrubro de Sergipe pouco fez, Edson não teve trabalho.

Faltava eficiência para a vitória do ABC.

E ela veio. Kaká, cria da base, entrou no começo da última etapa no lugar do meio campo Valdemir, que pouco fez.

Aos 44 minutos, uma falta no lado direito do ataque alvinegro.

O garoto chamou a responsabilidade e bateu no meio da barreira, a sorte é que os jogadores abriram no momento crucial.

Caixa.

Final de partida, 2x1.

O resultado dar confiança ao alvinegro para o clássico de domingo.

Apesar de uma atuação não convincente na estreia da Copa do Nordeste.

Rally Dakar... Stefan Svitko cruza o deserto entre San Juan de Marcona e Pisco

Imagem: Franck Fife/AFP/Getty Images

Copa São Paulo de Juniores... Corinthians vence o Visão Celeste por 8 a 0.

Imagem: Estadão

Acabou...

Hora de arrumar as coisas e voltar para casa.

Voltar de cabeça erguida, apesar da estrondosa goleada...

Não será fácil para meninos ainda tão meninos digerirem o implacável placar.

Porém, alguém tem que sentar frente a frente com eles e dizer em alto e bom som...

Vocês não tem do que se envergonhar!

Os garotos do Visão Celeste viveram uma grande e inesquecível experiência...

Todos os dias vividos em São Paulo ficarão marcados na vida de cada um deles.

O Visão Celeste escreveu uma bonita história...

Portanto, não há motivo para vergonha.

Os rapazes de Parnamirim enfrentaram uma equipe cujos membros praticamente já vivem como profissionais...

Já recebem salários, por vezes, superiores aos pagos aos profissionais que jogam por aqui.

A diferença de estrutura e de preparação é abissal...

Tanto é, que o jogo inteiro aconteceu apenas em uma metade do campo.

Diante da domínio e da pressão exercida pelo Corinthians, os gols eram questão de tempo...

Ainda assim, a equipe potiguar resistiu por heroicos 11 minutos.

Depois, sem ter como reagir, o Visão Celeste assistiu a equipe corintiana marcar seus gols sem alvoroço ou pressa...

A enxurrada de gols aconteceu com naturalidade.

Rally Dakar...

Imagem: Ricardo Mazalan/AP 

"Escolho meus jogadores pelo tamanho do pênis"...

Imagem: Autor Desconhecido

Imke Wübbenhorst, treinadora da equipe masculina do BV Cloppenburg, da quinta divisão alemã, ganhou espaço na imprensa internacional ao responder de forma irônica a uma pergunta de um jornalista do ‘Die Welt’...

- “Você costuma avisar seus jogadores que está entrando no vestiário para que eles se vistam?”

- "Claro que não. Sou uma profissional. Eu escolho a minha equipe de acordo com o tamanho do pênis", respondeu a treinadora.

Imke Wübbenhorst, de 30 anos, jogou profissionalmente até 2016, quando passou a exercer a função de treinadora...

Wübbenhorst é a primeira mulher a treinar uma equipe masculina na Alemanha.

quarta-feira, janeiro 16, 2019

Futebol em 1931... Cyril Spiers, goleiro do Tottenham Hotspurs.

Imagem: Autor Desconhecido

Katelyn Ohashi, a menina do 10 perfeito...

Futebol em 1928... Clapton Orient versus Stoke City.

Imagem: Autor Desconhecido

Os meninos do Visão Celeste já fizeram história e, agora, estão a poucos passos de virar lenda...

Imagem: Visão Celeste/Divulgação

Daqui a pouco, o Visão Celeste vai encarar o Corinthians...

Certamente o adversário mais importante de sua curta história.

Os jovens que compõem o elenco dessa jovem e surpreendente equipe, já escreveram seus nomes na história...

Se perderam, nada lhes será cobrado, já fizeram sua parte, mas se vencerem, serão lendas.

Um quase nocaute...

Serena Taylor - The Guardian/Newcastle United 

José Mourinho, "o comentarista", vai receber 285 mil reais por cada partida que comentar...

Imagem: Autor Desconhecido

José Mourinho está de volta...

Não como treinador, mas como comentarista.

O treinador português vai comentar a Taça da Ásia para a beIN Sports...

Porém Mourinho não poderá falar sobre tudo.

O Jornal The Times garante que o treinador tem uma cláusula que o impede de falar sobre a saída do Manchester United...

Caso descumpra, perderá parte da indenização a que teve direito, no valor de quase 17 milhões de euros.

O cachê do treinador, segundo o jornal é de 67.000 mil euros por partida (cerca de R$ 285 mil)...

Mais baixo do que o recebido do canal Rússia Today, durante a Copa do Mundo, quando colaborou por cinco dias com a emissora.

Marcou o que???

Imagem: Facundo Arrizabalaga/EPA

O grupo chinês Wanda Sports lança ações na bolsa de Nova York...


300 milhões de dólares espera levantar o grupo chinês Wanda Sports com a abertura de ações na bolsa de Nova York...

O grupo Wanda o detentor dos direitos de nome do estádio do Atlético de Madrid.

Fonte: Máquina do Esporte

segunda-feira, janeiro 14, 2019

Gordon Banks, também agarrava cachorro... 1965.

Imagem: Autor Desconhecido

Campeonato Potiguar... América e Potiguar ficam mesmo no 1 a 1.

Imagem: Canindé Pereira

América e Potiguar empatam e deixam escapar a chance de se distanciar dos adversários

Por Gabriel Leme Penteado, para o Universidade do Esporte

Em jogo marcado por uma arbitragem polêmica, América e Potiguar ficam no 1 a 1

As duas equipes chegavam com 100% de aproveitamento para essa partida.

A tendência era de que a partida fosse, no mínimo, movimentada.

Mas apenas uma equipe conseguiu desempenhar um bom futebol no primeiro tempo: o Potiguar.

Mesmo com o América saindo na frente logo no início do jogo, com Max, o alvirrubro não conseguiu anular o setor esquerdo do rival.

Wilson, camisa 10 do Potiguar, foi o destaque da primeira parte.

O meia canhoto participou muito das jogadas ofensivas de sua equipe.

Em uma dessas jogadas, o jogador deixou Jefinho na cara de Gledson.

O camisa 9 não desperdiçou e empatou.

O Potiguar continuou dominando as ações da partida, mas no fim da primeira etapa veio a grande polêmica.

O América atacava pelo setor esquerdo, quando teve um jogador derrubado na área.

O árbitro mandou o lance seguir e, na sequência, Jefinho recebeu um presente, saindo na cara do gol de Gledson.

O goleiro do América saiu da área e acabou pegando na bola com a mão.

O juiz aplicou o cartão vermelho na hora.

No segundo tempo, Luizinho Lopes precisou mexer na equipe e, além do goleiro Ewerton, o treinador colocou Judson em campo.

As alterações deram resultado e o América voltou mais compacto, dando poucas oportunidades para o adversário.

O Potiguar não fez valer a vantagem numérica e parecia que o desgaste físico havia tomado conta de seus jogadores.

No fim, nenhuma das equipes conseguiu o gol da vitória.

Os dois times seguem invictos no estadual e com 4 pontos cada.

O que eles queriam fazer?

Imagem: Ryan Browne/BPI/REX/Shutterstock

Copa da Ásia: Turcomenistão 0x4 Uzbequistão...

Campeonato Potiguar 2019... Globo e ASSU decepcionam.


Jogando em casa o Globo não foi capaz de superar o ASSU e acabou amargando um péssimo resultado...

É bem verdade que o 0 a 0 não foi bom para ninguém, mas levando-se em conta o fator casa, fica claro que a equipe de Ceará-Mirim levou a pior.

Em situações assim, reconhecer que as coisas não foram bem, está no script de todo treinador, nas suas considerações finais, mas jogar para cima do árbitro boa parte da responsabilidade ainda é a melhor saída...

Higor César, treinador do Globo, fez exatamente isso, quando finalizou seu discurso afirmando que a arbitragem foi “horrível.”

FA Cup: Ipswich Town 0x1 Accrington Stanley...

Imagem: Paul Thompson/ProSports/Rex/Shutterstock 

A saída de Zidane do Real Madrid: Zidane queria Ronaldo e não Bale... Florentino Perez preferiu Bale.

Imagem: Autor Desconhecido

Ex-dirigente do Real Madrid revela verdadeiro motivo da saída de Zidane...

Revelações surpreendentes de Ramón Calderón envolvem os nomes de Ronaldo, Bale e... Florentino Pérez.

Ramón Calderón, ex-presidente do Real Madrid (2006 a 2009), revelou ao Bleacher Report as principais razões porque o treinador francês Zinedine Zidane decidiu deixar os merengues após a partida contra o Liverpool, em Kiev, na final da Liga dos Campeões...

No planejamento para temporada 2018/19, Zidane e o atual presidente do Real Madrid, Florentino Perez, não se entenderam.

"Zidane insistiu em manter Cristiano Ronaldo e em vender Bale", mas "Florentino fez o contrário", contou Calderón...

"Zidane, então, decidiu sair. Parece que ele é que estava certo", disse o ex-dirigente.

É bom lembrar que com a saída de Zidane, o clima entre Cristiano e Florentino azedou e o atacante acabou se transferindo para a Juventus de Turim...

Gareth Bale ficou como principal protagonista do ataque merengue, mas até aqui, só marcou quatro gols em 15 jogos de La Liga e três, em cinco partidas da Liga dos Campeões.

Desculpe... acertei ele, sim.

Imagem: Gareth Copley/Getty Images

Cai o público da NFL, mas ainda assim, os números impressionam...

Imagem: USA Today

NFL tem queda de público durante 2018

Média nos estádios foi superior a 67 mil pessoas

Por Redação do Máquina do Esporte

Apesar da recuperação na audiência do torneio, a liga de futebol americano (NFL) encerrou 2018 com a menor média de público desde 2010.

Em relação à última temporada, a queda foi de 0,5% no número de pessoas presentes nos estádios americanos.

Mesmo com o fato negativo, os dados ainda impressionam.

Em 2018, foram 67.100 pessoas por partida da NFL.

O recordista de público é o Dallas Cowboy, com mais de 90 mil pessoas por jogo, graças ao imponente AT&T Stadium, inaugurado em 2009.

Do outro lado, está o Los Angeles Charger, com 25 mil pessoas.

A equipe joga no modesto StubHub Center.

Com poucos jogos durante o ano, estádios grandes e altíssima popularidade nos Estados Unidos, a NFL permanece como a liga que mais recebe público em média nos estádios.

Em comparação, a liga de futebol com o melhor índice na Europa é a Bundesliga, com pouco mais de 40 mil pessoas por partida.

domingo, janeiro 13, 2019

E o bandeirinha caiu...

Imagem: Catherine Ivill/Getty Images 

Campeonato Potiguar... Palmeira de Goianinha vence o ABC e coloca uma interrogação na cabeça dos torcedores alvinegros.

Imagem: Andrei Torres

Não foi o ABC que perdeu para o Palmeira...

Na verdade, foi o Palmeira que derrotou o alvinegro.

A inversão pode ser facilmente compreendida...

Basta ouvir as declarações do treinador Ranielle Ribeiro após a partida.

Ranielle estava bastante decepcionado com sua equipe...

Ao afirmar que o resultado não estava na conta, Ranielle deixou claro que a atuação foi bem aquém do esperado.

Já Palmeira, derrotado na primeira rodada pelo Potiguar, sacudiu a poeira e foi à luta...

Nas duas vezes que levou perigo real ao gol de Edson, foi eficaz, abriu dois gols de vantagem e no banho maria deixou o tempo correr.

O ABC ficou cercando, ciscando, pressionando, mas sem causar grandes sustos a defesa palmeirense...

Quando conseguiu, o cronometro marcava 48 minutos do segundo tempo, não dava mais tempo para nada.

Omar Sivori... Juventus de Turim - 1957/1965 - 135 gols em 215 jogos.

Arte: Florian Nicolle

Copa São Paulo de Juniores... Visão Celeste elimina o Fortaleza e segue em frente.


De rodada em rodada o Visão Celeste de Parnamirim vai avançando na Copa São Paulo de Futebol Junior...

Ontem foi o  Fortaleza que se surpreendeu.

É quase certo que os cearenses não contavam com outro resultado que não fosse a vitória...

Deu tudo errado nas contas do tricolor.

A começar pelo primeiro gol marcado por Denilson aos 14 minutos de jogo...

O gol assustou o tricolor, mas não a ponto de arrefecer a certeza da vitória.

O gol de empate assinalado por Coutinho aos 38 minutos, fez aumentar a pressão sobre os potiguares...

Curiosamente, foi num momento de sufoco que o Visão Celeste conseguiu o contra-ataque fulminante, que terminou com a bola nas redes do Fortaleza.

Quem marcou?

Zé Eduardo (ele outra vez).

Em dois lances no primeiro tempo os potiguares conseguiram a vantagem que os levaria a classificação...

No segundo tempo, pressionados, os jogadores do Visão Celeste não tremeram.

A segunda etapa foi dramática...

De olho no relógio, a equipe de Parnamirim, aproveitou do desespero de seus adversários para manter a bola longe de seu gol, até o apito final.

A vitória do Visão Celeste foi justa...

Agora, é seguir sonhando.