segunda-feira, setembro 01, 2014

Alexandre Toledo, não tem medo de ser feliz... Você tem?

Imagem: Reuters/Nacho Doce


Copa do Brasil: o América precisa ser sério e o ABC, corajoso...

Não creio que o América decepcione, na terça-feira, em Curitiba...

Acredito que a equipe rubra, supere o infeliz sábado e confirme a vaga para as quartas de final da Copa do Brasil.

Já o ABC, tem à sua frente uma grande oportunidade de vencer o Vasco da Gama, em Natal e seguir em frente.

Sejamos realistas...

O Atlético Paranaense, se enroscou num resultado que dificilmente conseguirá inverter...

Também não creio que tenham nenhuma poção mágica capaz de fazer milagres e tornar sua frágil equipe numa máquina de gols...

O América não cometerá o erro pueril que o Fluminense cometeu.

O Vasco da Gama, apesar de só ter perdido esse ano, 5 partidas – duas no campeonato carioca e três na Série B, é frágil como equipe...

Não empolga, é preguiçoso, lento, tedioso...

 Basta não temer – afinal, o Vasco de hoje, só está onde está, por serem seus adversários, tão ruins quanto ele...

Ao ABC basta coragem para sair em busca do resultado.

Garrincha: nunca mais ninguém igual...

Imagem: Autor Desconhecido

UFRN é heptacampeão no voleibol feminino...

O voleibol feminino da UFRN é heptacampeão do JURNS – Jogos Universitários do Rio Grande do Norte...

As campeãs vão representar em o Estado nos JUBS – Jogos Universitários Brasileiros que irão acontecer, no próximo mês de outubro, em Aracaju, Sergipe.

O treinador, Cláudio José Araújo, confia na força de sua equipe e numa ótima participação das meninas de UFRN.

Fonte: Edmo Sinedino/Nominuto.

domingo, agosto 31, 2014

Antenção gremistas racistas: como bem lembrou o jornalista Rafael Morais, quem compôs o belo hino do Grêmio, foi Lupicínio Rodrigues, um negro.

Imagem: Autor Desconhecido

No ABC existem jogadores sem noção e no América, existem um que não tem nenhum respeito ou educação...

Os rapazes sem noção

Desclassificados para o Novo Hamburgo na Copa do Brasil, os jogadores do ABC, tão logo souberam que o STJD os havia “repescado” e recolocado na competição graças a um erro primário do adversário, foram correndo exigir premiação...

Como assim, caras pálidas?

Perdem no campo para um time que não estava disputando nada a não ser a Copa do Brasil...

Ganham nos tribunais a condição de classificados e querem receber prêmio?

Tenham dó...

Não de mim, mas de vocês mesmos e da imensa cara de pau que tiveram ao ousar pleitear tal aberração.

O rapaz sem educação

No América, Max, o “homem de pedra”, agride Rodrigo Pimpão...

Surtou?

Se surtou, precisa ser examinado...

Foi provocado?

Por que?

Afinal, o vestiário do América tem ou não tem comando?

Uma pena.

A onda chamada Avaí, nada mais é que o reflexo das muitas escolhas erradas feitas lá atrás...

Charge: Mário Alberto

O América cai diante do Paraná...




O torcedor do América deve estar com trevo na cabeça...

Afinal, o América da Copa Brasil é ou não uma ilusão?

Por que na Série B, não engrena?

Ontem, mais uma vez, a equipe rubra decepcionou...

Saiu na frente numa falha da defesa do Paraná...

Sofreu o empate na falha do goleiro Andrey, que não satisfeito, falhou novamente no gol da virada dos paranaenses.

O terceiro gol do Paraná foi um belo gol, não há como negar, mas cabe uma pergunta...

Como o Adailton conseguiu partir de sua área, sem ser incomodado ou derrubado, até ficar frente a frente com Andrey?

Sinceramente, não há explicação.

Não há como entender o porquê na Copa do Brasil o América é um e na Série B, é outro.

As meninas do IF Brommapojkarna, clube da cidade de Bromma, localizada no suburbios de Estocolmo...

Imagem: Gothia Cup

ABC perde mais uma na Série B...




Zé Teodoro disse que foi assaltado em Bragança Paulista...

A reclamação gira em torno de um pênalti que segundo ele não foi marcado e de outras coisas mais...

Que coisas seriam essas?

Ele não falou.

Na imprensa se falou no impedimento de Lincoln na hora do gol da equipe paulista...

Sinceramente, não digo que sim e nem digo que não...

Se foi, foi por “um beiço de uma pulga” e, se não foi, o motivo é mesmo.

Não dá para culpar a arbitragem...

Tanto não dá, que o lance não provocou nenhuma reação mais veemente dos defensores do ABC e nem constou das reclamações do técnico posteriormente.

No entanto, uma coisa é patente...

O ABC, em casa ou fora, insiste em ser excessivamente cauteloso...

Quase medroso.

O resultado desse excesso de zelo defensivo é a contínua queda em direção à zona de rebaixamento.

O alvinegro chega ao final do turno numa situação que reclama cuidados.

sábado, agosto 30, 2014

O Almirante das pernas de pau...

Charge: Mário Alberto

A bagunça continua...

O Icasa de Juazeiro e o Botafogo da João Pessoa foram excluídos da Série B e da Série C, respectivamente...

A decisão foi motivada pelo ingresso dos clubes na Justiça Comum...

Ambos foram enquadrados no artigo 231 (pleitear, antes de esgotadas todas as instâncias da Justiça Desportiva, matéria referente à disciplina e competições perante o Poder Judiciário).

No entanto, a exclusão não será imediata e as duas equipes entrarão em campo normalmente nas próximas rodadas dos campeonatos que disputam...

Wanderley Godoy Júnior, presidente da 4º comissão disciplinar do STJD, em declaração à imprensa disse não haver uma data específica para a punição porque o Icasa vai recorrer...

“Certamente, para essa garantia, vai se fazer o efeito suspensivo. Aí já vai ser apreciado pelo relator", afirmou.

Qual é a real?

Charge: Mário Alberto

América Mineiro pode perder 21 pontos...

Líder da Série B, com 33 pontos somados, o América-MG pode sofrer uma punição que o tiraria do sonhado acesso à elite do futebol brasileiro. 

A diretoria do Joinville alegou nesta sexta-feira que o clube mineiro escalou o lateral Eduardo de forma irregular em quatro partidas, o que resultaria na perda de 21 pontos. 

Desta forma o América-MG despencaria para a lanterna da competição.

Entenda

Eduardo jogou a Copa do Brasil pelo São Bernardo e depois se transferiu para a Portuguesa, clube pelo qual atuou na Série B do Brasileiro. 

Sendo assim, o jogador já teria atuado por dois times diferentes em competições organizadas pela CBF, o que o impediria de defender o América-MG.

Pela equipe de Belo Horizonte, no entanto, Eduardo jogou apenas uma partida, mas esteve inscrito em outras três oportunidades. 

Se o tribunal julgar que o atleta estava irregular, o time mineiro perde os 12 pontos referentes aos quatro compromissos, além dos nove que conquistou nestas partidas.

Fonte ESPN

Alemanha em Amsterdam em 1957...

Imagem: Autor Desconhecido

O Grêmio de Porto Alegre colaborou com a polícia no caso do goleiro Aranha...

O Grêmio agiu rápido...

Identificou e comunicou a polícia os nomes dos agressores do goleiro Aranha.

Foram cinco os identificados...

Dois são sócios do clube.

Fez mais...

Suspendeu os dois sócios e vai um processo interno de análise da situação dos dois sócios via Conselho de Administração... 

Depois disso, os torcedores podem ser excluídos do quadro social... 

Por enquanto, perdem os direitos (ir a jogos, votação), mas não os deveres (seguem pagando a mensalidade).

sexta-feira, agosto 29, 2014

E o Falcao se chocou com um goleiro voador...

Imagem: World Soccer

Racismo no Rio Grande do Sul...




Toda discriminação dói, machuca...

Ontem na partida entre o Grêmio e o Santos pela Copa do Brasil, em Porto Alegre, cenas lamentáveis foram exibidas pela televisão.

Frustrados pela derrota imposta ao tricolor gaúcho pela equipe santista, os torcedores gremistas atacaram com xingamentos racistas o goleiro Aranha...

Da arquibancada partiram insultos e guinchos (som emitido pelos macacos) direcionados ao goleiro santista...

“- Me chamaram de preto sujo, fedido e macaco... isso dói”, disse Aranha ao final da partida...

Osvaldo de Oliveira, técnico do Santos, disse que preferia não falar...

“- No Brasil, quanto mais se fala, menos se pune... sem punição, falar não resolve nada”, concluiu, Osvaldo.

Infelizmente, o treinador do Santos está coberto de razão...

A violência campeia entre torcidas e o racismo, antes tímido, começa a ganhar proporções assustadoras...

As autoridades se omitem e a CBF, covarde, não pune os clubes cujos torcedores desafiam a lei ou vomitam sua intolerância e sua desumanidade.

Quanto a moça da imagem...

Sinto pena dela...

Não a odeio, nem desejo que ela seja “linchada” nas redes sociais ou por comentários baixos, tão baixos que se igualem ao que ela fez...

Só espero que seja identificada e que responda legalmente por seu ato estúpido e irracional.

Mazurkiewicz, Copa do Mundo de 1970...

Imagem: Autor Desconhecido

Futebol brasileiro: quem não se interessa supera em números de quem se interessa...

O diário “Lance!” publicou sua quinta pesquisa com o IBOPE sobre o tamanho de nossas torcidas...

Pronto...

Imediatamente começou o blá, blá, blá - "meu time tem mais torcida que o seu..."

Inútil polêmica...

Pois como sempre, o mais relevante sequer foi percebido.

O número de pessoas que afirmou não ter nenhum interesse por futebol, saiu vencedor - fato que se repetiu nas pesquisas anteriores.

Esse contingente superou a maior torcida, a do Flamengo...

O “placar” foi de 23,4 x 16,2...

Derrota acachapante, indiscutível.

O pior é que esses mesmos 23,4, também afirmaram não ter nenhum interesse pela seleção brasileira...

Preocupante.

Na Argentina, o Boca Junior detém 45,1% da preferência...

O River Plate, 38,8, e, só então, aparecem aqueles que não estão nem aí para a bola.

Apesar de já estar cansado de repetir, vou insistir, nunca fomos o país do futebol...

O que realmente fomos, está perfeitamente demonstrado numa frase do Jornalista Juca Kfouri...

“Fomos, um dia, e durante cerca de 40 anos, entre mais ou menos os anos 50 e 90, o maior produtor de talentos do futebol mundial, o país do “jogo bonito”, o que, também, há décadas, deixamos de ser.”

Brasileiro não gosta do jogo, gosta do resultado...

Brasileiro não ama seu time, odeia o rival.

Nossos estádios recebem menos gente que os estádios da Turquia e, pasmem, os Estados Unidos nos ultrapassaram.

Para completar o vexame...

As segundas divisões da Alemanha e da Inglaterra levam mais público aos estádios que a nossa primeira divisão.

Texto com base nas informações do blog do Juca Kfouri.

quinta-feira, agosto 28, 2014

Franz Beckenbauer versus Bernd Nickel...

Imagem: Imago

América goleia o Atlético Paranaense por 3 a 0...

Afinal, em que América devemos ou não acreditar?

No América sensacional que diante da arrogância do Fluminense desandou a fazer gols e calou o Maracanã ou, no América que claudica na medíocre Série B?

O América do Maracanã e o América que enfrentou o Atlético Paranaense, no Arena Dunas, não é o América dos 23 pontos e que ocupa a décima quarta posição na segunda divisão...

Não mesmo.

Alguns vão dizer que o Atlético Paranaense não vai bem das pernas...

Como assim, não vai bem?

A equipe paranaense é hoje, a nona colocada na Série A...

Está à frente de gigantes como Santos, Flamengo e Palmeiras.

Que veio a Natal em crise...

Pode ser, que sim...

Mas se não, arrumou uma... 

Voltar para Curitiba com a obrigação de inverter um resultado de 3 a 0, na semana que vem, é coceira bastante para empolar a pele de qualquer um.

Se no roteiro do Atlético não constava uma derrota tão acachapante, no do América, certamente não constava uma vitória tão indiscutível, tão ampla...

Mas a noite de quarta-feira foi especial.

Tão especial que Max foi decisivo...

Decisivo ao colocar Rodrigo Pimpão frente a frente com o goleiro do Atlético, no primeiro gol...

Decisivo ao bater o pênalti que resultou no segundo gol, com frieza e categoria...

Decisivo ao dar o último toque para que Tiago Cristian marcasse o terceiro gol... 

Gol que começou com Fabinho, passou por Rodrigo Pimpão, chegou a Max e terminou com Tiago Cristian empurrando a bola para redes.

O placar de 3 a 0 praticamente coloca o América nas quartas de final da Copa do Brasil, mas é bom lembrar que na fase anterior, o Fluminense foi para o Rio de Janeiro com um placar idêntico e a certeza que a segunda partida no Maracanã servira apenas para cumprir o que mandava a tabela.

Lembrei, só por lembrar.

quarta-feira, agosto 27, 2014

Em algum lugar do Brasil nos anos 50...

Imagem: Autor Desconhecido

ABC mesmo sem ser brilhante foi melhor que o Vasco no empate em 1 a 1 pela Copa do Brasil...

Vi o jogo...

No primeiro tempo, vi o ABC...

Não vi o Vasco.

Vi o gol de João Paulo...

Jogada trabalhada e muito bem finalizada.

Vi o gol do Vasco...

A bola respingou na cabeça de Suéliton após um cruzamento e encontrou Kleber livre de marcação.

Vi o ABC perder uns dois gols...

Não vi Gilson fazer nenhuma defesa de porte.

Melhor no primeiro tempo...

Seguindo os conceitos de Zé Teodoro, o ABC recuou no segundo.

Desinteressado e apático no primeiro tempo, o Vasco avançou no segundo...

De nada adiantou...

O Vasco, rondou, rodou, rodou, mas não incomodou.

No final, imaginei que o os jogadores do Vasco fossem comemorar...

Os primeiros noventa minutos deveriam ter beneficiado o ABC.

Abertura de um torneio de futebol feminino na Suécia...

Imagem: Gothia Cup

Giovanni Bruno è morto... Riposare in pace!

Imagem: Autor Desconhecido


Li no blog do Paulinho sobre a morte de Giovanni Bruno...

Para quem não sabe, Giovanni era dono da cantina “Il Sogno di Anarello”, uma das mais famosas cantinas do Brasil, localizada na Vila Mariana em São Paulo.

Italiano de Salerno, Giovanni Bruno, morreu aos 78 anos, na manhã de ontem em decorrência de problemas cardíacos...

Foram seis paradas cardíacas na segunda-feira.

Giovanni Bruno veio para o Brasil aos 15 anos, em 1950, para trabalhar de lavador de pratos do restaurante Gigetto, onde permaneceu por 17 anos.

Conheci Giovanni nos anos 70, quando ainda era comissário de voo da Transbrasil e costumava frequentar o Le Arcade, na Bela Vista, acompanhado por colegas da companhia.

O cara era sensacional...

Era a simpatia e a gentileza em pessoa...

Conversava com todos os clientes e mesmo que a sua frente estivesse o cardápio, ele sempre tinha uma dica sobre o prato a ser escolhido.

Deixei a aviação em 1980, ano em que inaugurou o “Il Sogno de Anarello”, infelizmente não conheci seu novo empreendimento, mas continuei “próximo” do maitre-cozinheiro...

O jornalista e gastrônomo Silvio Lancelotti e o narrador Silvio Luiz, levaram Giovanni Bruno para junto com eles, apresentar o programa “Show do Esporte” e comentar as partidas do campeonato italiano, na época, transmitidos pela emissora...

Não perdia um...

Silvio Luiz sempre foi na minha opinião um grande narrador e Silvio Lancelotti e Giovanni Bruno, revezavam os comentários, sempre com bom humor, tiradas perspicazes e profundo conhecimento do futebol italiano.

Giovanni Bruno era palmeirense, palmeirense até o talo...

Das muitas histórias que contava, uma ficou marcada...

“Sempre usei a gorjeta dos ricos para completar a conta dos mais pobres – jornalistas e artistas jovens que frequentavam minhas casas”, disse ele em entrevista à Folha de São Paulo.

Assim que soube, me senti triste...

Mais um pedaço de minha juventude se foi.

Arrivederci Signore Giovanni Bruno, grazie per tutti.

terça-feira, agosto 26, 2014

Transformando fotos em desenhos...

Imagem: Imago/Arte: Fernando Amaral

Os motivos do atraso de 29 minutos no jogo entre o Baraúnas e o Campinense, em Mossoró...

Conversei com o jornalista Diego Breno sobre o atraso na partida entre o Baraúnas e o Campinense pela Série D, em Mossoró...

Diego acompanhou de perto todo o imbróglio...

O que ouvi é impressionante.

Foram 29 minutos de atraso e não 25 como postei anteriormente...

A razão do atraso foi confirmada por Diego...

Faltou a ambulância...

Faltou o médico...

Faltou a brigada dos Bombeiros.

Não foi a primeira vez...

Segundo Diego Breno, na partida entre Baraúnas x Coruripe, lá mesmo no Nogueirão, faltou a ambulância e o médico.


Sabem como foi resolvido?
Arrumaram uma ambulância às pressas e o médico saiu da arquibancada para o campo...

Isso mesmo...

Foram buscar um médico na arquibancada.

Ontem, o árbitro, Francisco de Assis Almeida Filho, relatou o seguinte na súmula:

"Houve um atraso de 29 minutos no início do primeiro tempo em decorrência da não presença de ambulância no estádio que só chegou ao local do jogo as 16:20 e também pela falta de uma equipe de brigadistas para o cumprimento de uma determinação do Ministério Público-RN, onde a equipe de brigadistas só fez apresentar-se de forma completa as 16:28 minutos. Informo que o responsável pela equipe dos Bombeiros, e pela equipe de brigadistas era o senhor Ezequiel. Da mesma forma relato que o representante da Federação do Rio Grande do Norte, senhor Lailson Almeida Junior e o delegado da partida, senhor Gabriel Freitas de Souza estavam presentes no estádio desde as 14:00 horas e procuram tomar todas as medidas juntos aos responsáveis junto ao clube mandante."(sic)

Após ler a súmula, curioso, Diego Breno ligou para Carlos Guerra Junior...

Carlos Guerra Junior, jornalista formado na UFRN e que hoje milita no futebol mossoroense, explicou em detalhes todo o incidente.

O Baraúnas não tem médico em sua folha de pagamento...

O clube dependia da disponibilidade do irmão de Carlos Guerra Junior, que é médico e trabalhava voluntariamente nas partidas do tricolor...

Mas, remanejado para Natal, não estava domingo na cidade.

A solução foi ligar para a SAMU e pedir uma ambulância que tivesse um médico na equipe...

Estranho...

A SAMU pode deslocar uma ambulância que está a serviço da comunidade para um evento particular?

Se pode ou não, foi assim que foi feito...

Em relação a brigada do Corpo de Bombeiros, Carlos Guerra contou a Diego Breno, o seguinte:

O Baraúnas pagava uma quantia de - pouco mais - de R$ 1.000,00 a um bombeiro, que de folga, recrutava outros bombeiros também de folga e rachava a grana...

Cansado de perder suas folgas de domingo e provavelmente, insatisfeito com o pagamento, o responsável pelos brigadistas informou que não mais faria o trabalho.

Sem ter como substituir o demissionário, a direção do Baraúnas foi obrigada a ligar para Brigada do Corpo de Bombeiros de Mossoró e pedir a presença do pessoal...

Eram necessários, 23...

Numa “reunião de emergência” entre dirigentes, arbitragem e o chefe da segurança, o senhor Carlão, decidiu-se que excepcionalmente, trabalhariam com 13.

A Brigada mandou 8...

E os outros 5?

Foram “caçados” via telefone e convencidos por apelos “desesperados” a se dirigir ao estádio...

Toda essa confabulação aconteceu com a bola já rolando.

Tudo muito profissional, tudo muito bem organizado...

Como diria Juca Kfouri...

Gol da Alemanha.

O "gol" da Espanha marcado por Michel contra o Brasil em 1986... Todo mundo viu, menos o árbitro.

Imagem: Mundo Deportivo

José Luiz Datena, invade estúdio e xinga Milton Neves.


Gordon Banks - Coluna - Eusébio - Cohen e Peters - 1966

Imagem: Autor Desconhecido

A morte estava na arquibancada...

Tenho medo que ainda pode vir por aí...

O mundo mudou...

Já não se corta o mal pela raiz.

O mal viceja...

Se banaliza e ninguém mais se indigna.

Albert Ebossé, atacante camaronês, morreu ao levar uma pedrada na cabeça após um jogo no campeonato da Argélia.

Ebossé morreu aos 24 anos, atingido por torcedores de sua equipe.

Horas antes, havia aconchegado em seu colo a filha recém nascida...

Horas antes.

Seu agressor, encoberto pela massa bruta que protestava após uma derrota do JS Kabylie (Jeunesse Sportive Kabylie) para o USM Alger (Union Sportive Médina d’Alger), atirou um pedra em direção ao gramado...

Acertou a cabeça de Ebossé.

Ferido, foi socorrido e levado às pressas para um hospital...

Não resistiu.

Ebossé era corajoso e altivo...

Em março, após ser vítima de ofensas racistas vindas da arquibancada, Ebossé fez um gol e foi comemorar na frente dos racistas imitando um macaco.

A Federação Argelina de Futebol (FAF) suspendeu todos os jogos todos os jogos de futebol, profissional e amador, programados para o próximo fim de semana.

A FAF decidiu também, pagar uma indenização de dez milhões de dinares (mais de 90 mil euros) à família de Ebossé. 

Além disso foi decidido, de comum acordo com o JS Kabylie, que os salários do jogador falecido serão integralmente pagos à sua família, até  o encerramento do contrato que o ligava ao clube.

segunda-feira, agosto 25, 2014

Figueirense e Avaí... 1970.

Imagem: Autor Desconhecido

Oliveira Canindé e Zé Teodoro: os homens que querem derrubar.

No América exorcizaram os que pretendiam substituir Oliveira Canindé, me garantiram fontes fidedignas...

Os exorcizados tinham em mente pretendentes.

No ABC existem descontentes com Zé Teodoro, mas não consegui saber se estes têm algum pretendente...

Mas, chegou aos meus ouvidos que Zé Teodoro não passa dessa semana, caso o Vasco confirme seu favoritismo na partida pela Copa do Brasil e o Bragantino some mais três pontos lá em Bragança Paulista.

Esse chove não molha é comum nas equipes de futebol...

Principalmente quando o sol dá lugar a nuvens carregadas...

Dirigente não dirige com tempo ruim.

Entretanto, Oliveira Canindé que voltou a balançar e Zé Teodoro, agora, na marca do pênalti, acabam de ganhar um reforço de peso nesse cai, não cai...

A imprensa...

E pelo que soube, essa tem pretendentes.

Hora do recreio...

Imagem: World Soccer

Série D... Baraúnas vence e o Globo perde.

25 minutos de atraso na partida Baraúnas e Campinense pela Série D...

Os jogadores atrasaram?

Não...

A arbitragem estava presente?

Sim...

As bolas estavam cheias e a disposição?

Sim...

O estádio desmoronou?

Não...

Então, havia torcida?

Sim...

Ué, atrasou por que?

A ambulância não chegou e quando chegou, não trouxe médico...

Como sem médico não pode começar, mandaram buscar o doutor...

Ele veio...

Não sei se satisfeito, mas veio.

Enfim ambulância e médico no estádio...

Tudo pronto?

Não...

Como não?

A Brigada do Corpo de Bombeiros furou...

Atrasou...

Não chegava.

O clima ia ficando tenso...

Quase uma novela mexicana...

Mas...

Alivio geral os bombeiros chegaram...

Não chegaram todos, alguns faltaram.

Como não dava para esperar mais...

O jogo começou.

E para alegria dos presentes e surpresa dos ausentes, o Baraúnas tirou o pé da lama e venceu o Campinense por 3 a 0...

O resultado fez o Baraúnas sair da posição de quase eliminado, para a posição de mais ou menos eliminado.

Já na partida do Globo contra o Confiança de Sergipe, deu tudo certo...

Jogadores, árbitros, torcedores, bolas, ambulância, médico e bombeiros chegaram na hora marcada...

Porém, uma coisa deu errada...

O Confiança de virada venceu por 2 a 1... 

Agora o Globo vai ter que correr e suar muito para tentar chegar à fase seguinte da competição.

domingo, agosto 24, 2014

Menina triste... meninas felizes.

Imagem: Gothia Cup

ABC joga com medo e perde para o Vila Nova por 2 a 0...

Eu estava ressabiado...

As últimas apresentações do ABC não inspiravam confiança...
Conversei com alguns amigos de Brasília que assistiram o Vila Nova vencer o Vasco no Mané Garrincha.
Todos foram unânimes...
É um outro time.
Como não acompanho o dia a dia dos goianos, acreditei...
Ontem, o Vila Nova não mostrou um futebol muito melhor, mas pelo menos mostrou que passou a jogar como jogam a maioria dos seus adversários na Série B.
Já o ABC, ajudou...
Decidiu que a defesa era o melhor ataque e deu campo para o Vila...
Imagino que Zé Teodoro confiou na velocidade do seu contra ataque e em seus atacantes...
Errou.
No primeiro tempo, o ABC não incomodou...
Não criou...
Nem podia...
Daniel Amora, não é saída.
Ainda assim, João Paulo teve oportunidades...
Perdeu...
O Vila Nova, melhor, contou com a ajuda de Marlon e marcou...
Jheimy e Cristiano, fizeram os gols que garantiram ao Vila Nova os três pontos que o tiraram da lanterna.
No segundo tempo, o ABC avançou...
O Vila Nova recuou...
Desorganizado, o ABC não conseguiu nada...
Organizado, o Vila Nova, só administrou o resultado.
Justo...
Justíssimo.