quinta-feira, maio 04, 2017

A primeira rodada do Campeonato Estadual de Futebol Feminino será no Maria Lamas Farache... mas é só a primeira rodada.

Imagem: Macaíba no Ar


As partidas do campeonato de futebol feminino do Rio Grande do Norte serão disputadas no velho, abandonado e condenado estádio Juvenal Lamartine...

Isto é: as garotas vão correr atrás da bola no gramado, mas sem público – não pode entrar ninguém por questão de segurança.

Parece brincadeira, mas não é...

Tem jogo, mas não tem torcida e não tem imprensa.

Entretanto, algo inesperado aconteceu e mudou o destino da primeira rodada...

Os jogos não vão mais acontecer no Juvenal Lamartine.

A FNF mudou o local das partidas para o Maria Lamas Farache, estádio do ABC FC...

Mas não se iludam, não foi por entender que o futebol feminino merece um palco melhor.

A mudança acontece por causa do tal algo inesperado...

E o que foi?

A treinadora da seleção brasileira de futebol feminino, Emily Lima e sua comissão técnica, vem a Natal para observar as meninas do Cruzeiro de Macaíba...

Bastou isso para que tudo mudasse.

Afinal seria um mico enorme levar a entourage do futebol feminino da CBF para o chiqueirinho do Juvenal Lamartine...

Por isso, o acordo feito às pressas com o ABC vai salvar as aparências.

Porém, depois que Emily e sua trupe se for, as moças voltam para o ostracismo...

E aí, vão ter que se virar para se trocar antes e depois dos jogos naquilo que um dia foi um vestiário destinado a equipes de futebol.

Um comentário:

Adail Pires disse...

O que me chama a atenção nessa matéria é a "habilidade" em maquiar as coisas do nosso futebol. Primeiro que um acordo feito com o ABC Futebol Clube não deve ser coisa fácil. Segundo que eu queria saber quem foi que não passou essa informação da vinda da comissão técnica da Seleção Brasileira com a devida brevidade para o que é hoje o "plano B" não estampasse os blogs dos especializados em letras garrafais endeusando mais uma "grande iniciativa" do eterno "dirigente do ano". Tem alguém querendo atrapalhar a relação harmoniosa? De repente, o campeonato potiguar de futebol feminino que já é "um sucesso" antes mesmo do lançamento e mais um grande feito de uma gestão, perde a oportunidade de ocupar fartos espaços nas redes sociais daqueles que se especializaram em bajulação e se tornaram assessores voluntários de imprensa da nossa mentora. Quem foi que deixou pra dar essa notícia em cima da hora? Quem prestou esse desserviço? Já imaginaram a oportunidade desperdiçada de uma manchete assim: "FNF PRESTIGIA FUTEBOL FEMININO E PRIMEIRA RODADA SERÁ NO "FRASQUEIRÃO"". Ou " FUTEBOL FEMININO É MAIS UM ESPORTE A TER SEU VALOR RECONHECIDO. COMPETIÇÃO LARGA NO MARIA LAMAS". E pensar que essa oportunidade foi perdida? Ainda bem que ser dirigente do ano parece um título vitalício.
ADAIL PIRES